Assim como muita coisa que era moda nos anos 60 e 70, o macramê está volta. Você com certeza já viu na casa da sua mãe ou da sua avô, e eu tenho visto cada vez com mais frequência nos amados blogs de decoração que sigo.

8293c8e4ffebb4bad343ff33f34ae689

O macramê é uma técnica de artesanato onde é dispensável o uso de qualquer ferramenta, as formas são desenvolvidas com as próprias mãos, basicamente entrelaçando e dando nós nos fios, formando franjas e formas geométricas. É muito comum encontrá-lo em barras e acabamentos de toalhas ou tapetes, os casos mais ousados são de cortinas que separam ambientes, ou apenas decorativos nas paredes.

5macrame_moderno

Minha amada mãe já foi mestra do tricô, até que um problema de coluna fez com que ela largasse a atividade aos poucos, mas a cada inverno ela ainda pratica alguns pontos, e assim sai um cachecol aqui, outro lá. Assim foi como eu aprendi o tricô, desde pequena, adorávamos passar o tempo escolhendo as lãs no armarinho e fazendo tricô juntas em casa, (até hoje eu não posso ver as prateleiras de lãs, com todas aquelas opções de cores maravilhosas que já quero levar tudo) mas o ponto disso, é que o tricô me levou a querer saber um pouco de crochê, o que me levou a querer saber um pouco de macramê.

Recentemente estive buscando uma forma de colocar mais plantas na minha varanda, e a alternativa que encontrei, claro, foi de pendurá-las, e pra isso, busquei uma forma alternativa as clássicas correntes de metal presas à base do vaso, minha alternativa recorrida, foi ao macramê. Não tem como negar que fica lindo demais, e além disso, as opções de cores e formas são imensas!

8ae98a7c8582c345582e0c191f554e6d

2macrame_moderno

Pra concluir a história, presenteei uma talentosa amiga fotógrafa com um vaso e um suporte de macramê, logo em seguida a ideia de uma exposição de suas fotos surgiu, e o macramê entrou com toda sua magnitude! A proposta era de expor suas fotos, uma série de imagens da natureza e de locais bucólicos e acolhedores em um ambiente que transmitisse a mesma sensação, que lembrasse o bem estar de um jardim, ou de uma casa acolhedora, e junto com a idealizadora da exposição, colocariam diversas plantas suspensas, por suportes de macramê, é claro, com uma fonte de água corrente e bancos para sentar e admirar, e de fato, quando você entra no ambiente, você só quer sentar e admirar! É de dar suspiros!

expo-sesc-fotos-banco

Para preparar a exposição, fui convidada a ensinar senhoras que fazem um trabalho voluntário ensinando artesanato, crochê e outras técnicas na unidade do SESC Centro, em Curitiba, para que elas preparassem todos os suportes, logo elas já dominaram a técnica, até porque a experiência delas com linhas vem de longa data, o suporte de macramê foi uma novidade, e todas adoraram!

Os bancos da exposição e a fonte, foram feitos pela própria expositora e seu parceiro, que também são adeptos do “faça você mesmo”. Os convites foram desenvolvidos por nós da Oficina a pedido da expositora, e foram feitos em forma de cartão postal. A exposição “As Cores Sobrevivem” é aberta ao público, e estará na unidade do SESC Centro até o dia 30 de maio! Não deixem de conferir!

Segue o convite feito pela Oficina!

 

IMG_1357

Fotos: Pinterest, Isis Freitag

Deixe um Comentário