Você se considera uma pessoa de atitudes sustentáveis?

Muito se fala sobre pensar verde, reciclar, economizar. De acordo com a BBC, a moda está em segundo lugar no ranking de indústrias mais poluentes do mundo, muitas vezes produzindo insumos de maneira prejudicial ao meio ambiente. Conceitos como o fast-fashion – grandes lojas com uma produção massiva roupas, calçados e acessórios – são apenas a cereja no bolo desse momento que a moda vive atualmente.

Em contrapartida à reciclagem e com a proposta de “transformar resíduos ou produtos inúteis e descartáveis em novos materiais ou produtos de maior valor, uso ou qualidade” – como pode ser visto aqui – o upcycling propõe aproveitar os itens como um todo. Ou seja, ao invés de reduzir os materiais de volta à sua base, como na reciclagem de papel ou metal, e criar novos produtos com baixa qualidade, o upcycling constrói novos produtos de maior valor, utilidade ou necessidade.

E a Gasp?

Existe, ainda, uma terceira maneira de trabalhar – que é onde se encontra atualmente a produção da Gasp. O que fazemos é recuperar materiais, recursos que já estão no mundo para fazer novos produtos. Criamos e produzimos e, aos poucos, fomos aprendendo como otimizar os processos na produção, como reutilizar couro de antigas fábricas de calçados, bem como aproveitar retalhos de materiais dos calçados para produzir acessórios, como carteiras e mochilas.

Mas como definir o que é realmente 100% sem desperdício, o que é produzido sem exagero, quais projetos ou técnicas são mais econômicas?

A Gasp deu muita sorte. Isso tudo aconteceu de maneira super natural pra gente: passamos a receber doações de curtumes e estofarias que não tinham mais pra onde enviar os restos de materiais de suas produções, sem falar em materiais parados nas prateleiras de fábricas desativadas.

Ou seja, usamos o material que já está no mundo, eliminando a necessidade de mandar fabricar ainda mais insumos pela indústria têxtil ou de curtumes.

A nossa maior responsabilidade como designers e desenvolvedores de produtos é usar de recursos que já estão no mundo, dar uma nova vida a materiais que seriam descartados, recuperar  e aumentar o ciclo de vida dos objetos, diminuindo assim o desperdício e o descarte.

 Gostou da ideia? Compartilhe!

Deixe um Comentário